#Testemunho: A vida e a decisão de entrar no semináro

Oi, tudo bem? Prazer me chamo Felipe tenho vinte anos sou natural de Curitiba, sou da Paróquia Santa Rita de Cássia no Tatuquara. Estou no seminário propedêutico. Este é meu primeiro ano no seminário e vou contar para vocês um pouco desse processo até minha entrada e as experiências que estou tendo…
No ano de 2017 eu comecei a fazer os encontros vocacionais. Após um período de acompanhamento do padre nos encontros e de meu pároco, fui aceito para ingressar na comunidade propedeuta de 2018.
Quando recebi a notícia de aprovação, fiquei sem reação e sem saber o que fazer naquela hora… eu estava no trabalho, quando recebi a notícia, e confesso que foi um dia muito produtivo e bem proveitoso no trabalho hahahha… depois de passar o dia todo de trabalho tive outro problema… contar para minha mãe que o filho dela foi aceito no seminário, o maior problema foi avisar para uma protestante que ela teria um filho seminarista. Cheguei em casa e disse numa forma bem-humorada hahah ¨pode falar para as irmãs da igreja que agora você tem um filho seminarista¨. No momento ela ficou um pouco temerosa, mas apoiou a decisão e ficou feliz por mim…
Após alguns dias tive que chegar para meus chefes para pedir demissão, eu particularmente achei que seria mais difícil por conta de ter chefes umbandistas, mas foi muito tranquila a conversa e me surpreendi como eles trataram o assunto, eles foram bem compreensivos e me deram um incentivo muito legal e falaram: “Deus te abençoe”.
Em janeiro de 2018 teve missão dos seminaristas da arquidiocese na minha paróquia, foi uma alegria enorme, para conhecer e conviver com os meus futuros colegas… foi uma semana muito boa e intensa, foram várias casas visitadas e atividades na paróquia.
Chegado o dia de ingressar, eu ainda muito ansioso por não saber nada como seria por conta de não ter tido uma experiencia anterior no seminário. Para mim foi bem difícil por não saber o que encontraria pela frente… depois da missa de acolhida na paróquia que está ligada ao seminário. Tivemos uma reunião com o padre reitor para conhecer a casa e a rotina do seminário, ainda muito temeroso a primeira noite foi a mais difícil, por conta da adaptação e por ser tudo novo para mim… A adaptação foi muito fácil no decorrer do mês a convivência também ajudou muito neste processo.
A vida no seminário é bem intensa, muito estudo, formação, trabalho, esporte, lazer e claro também uma vida de oração, todos os dias rezamos a liturgia das horas e fazemos a lectio divina, as vezes em comunidade, mas geralmente sozinho, valorizando assim o crescimento na oração pessoal que é muito importante nesse processo.
Nesse tempo de propedêutico é muito importante para uma total dedicação nos estudos e oração, pois esse ano é apenas uma preparação para a filosofia que será mais intensa ainda. Por isso também é um tempo de amadurecimento em todos os aspectos.
Para finalizar só quero dizer que se você sentir o chamado de Deus vá sem medo e tenha a certeza de que o seminário é um tempo de discernimento vocacional. Independente do medo de largar tudo pela vontade de Deus a recompensa com certeza será maior. E também se você não tiver o apoio de sua família por conta de eles serem de outra religião, faça como eu e entregue tudo nas mãos de Deus pois no final vai dar certo…

Felipe Oliveira

Posted in Testemunho and tagged , , , , .